Rio Olímpico


Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, cidade maravilhosa, cheia de encantos mil, terá em sua história mais uma final de Copa do Mundo (2014) em seu templo, o Maracanã. E pela primeira vez uma Olímpiada, em 2016. É para cantar em verso e prosa, comemorar a vitória e torce para que tudo seja belo e que o Rio de Janeiro fique mais lindo e mais maravilhoso com esses eventos.

Lembrando da origem dos Jogos Olímpicos na Grécia Antiga, me deixa feliz saber que os jogos de hoje estão associados à celebração do esporte e do culto à beleza estética humana e principalmente à paz e confraternização dos povos. Porque naquela época existia também uma intenção mística e fúnebre de saudar os mortos de cada cidade. No canto XXIII da Ilíada, Homero relata detalhadamente as competições fúnebres que precederam a cremação de Pátroclo, escudeiro de Aquiles.

Jogos Olímpicos da Antiguidade

Num período de quatro em quatro anos, cada pólis ou cidade-estado da Grécia dedicava um dia do ano (a primeira lua cheia do verão do hemisfério Norte) para reverenciar os falecidos nesse quadriênio, e reuniam num campo os pertences dos mortos e abandonavam momentaneamente a cidade, para deixar que os espíritos passeassem entre suas lembranças de vida terrena. Isso após as sacerdotisas acenderem uma chama que os rapazes levavam até o templo do deus-patrono da cidade. Em Corinto, um dos principais portos gregos, situado no istmo que liga a península do Peloponeso ao continente, esses jogos eram chamados de Jogos Ístmicos. Em Delfos, onde havia o famoso oráculo de Apolo, eram Jogos Píticos. Em Argos eram Jogos Nemeus. Este conjunto de jogos, juntamente com os Jogos Olímpicos que se realizavam em Olímpia, perto de Elis, ficaram conhecidos como jogos pan-helénicos.

Na cidade de Olímpia (que, diferentemente do que afirma o senso comum, não fica aos pés do Monte Olimpo) havia um templo de dimensões magníficas, dedicado a Zeus. Como todo deus da Antigüidade Clássica possuía variações, de acordo com o mito, a cultura e as particularidades que cada cidade-estado lhe atribuía, este Zeus era o chamado Zeus Olímpico, e junto a seu templo se realizavam os jogos esportivos idênticos aos das outras cidades. Porém era em Olímpia que os jogos atingiam sua plenitude, em organização e número de participantes, e onde desenvolveram-se como competições regulares e de extrema importância para todos os helênicos – e eram chamados Jogos Olímpicos.Wikipédia.

Praia do Leblon

O tempo passou, e muito fatos fizeram com que esse evento acabasse. No final do século XIX, o Barão Pierre de Coubertin propós retornar com os Jogos Olímpicos, pensando que seria uma forma de celebrar a paz entre as nações, numa época em que seu país – a França – acabara de ser humilhado numa guerra-relâmpago com a Alemanha. Assim, ele lançou sucessivos apelos, tanto aos governos quanto às entidades esportivas dos países mais poderosos da Europa, para que voltem a realizar essas competições, semelhantes àqueles da Antigüidade. Em 1892, num congresso na Sorbonne, o Barão conseguiu que alguns países se comprometessem a enviar atletas para a primeira competição olímpica da Era Moderna. Com a criação do Comitê Olímpico Internacional (COI), em 1894, ficou decidido que os jogos se realizariam em Atenas em 1896.

Assim, em Abril de 1896, começam na capital grega os primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, realizados regularmente a cada quadriênio desde então. E em 2016, quase três séculos depois, os Jogos Olímpicos serão realizados na cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro à Janeiro.

Eu sou brasileiro, carioca com muito orgulho e feliz de morar em uma cidade palco de inúmeras alegrias. Parabéns Rio.

rio_2016

Anúncios

2 Respostas para “Rio Olímpico

  1. Parabéns ao Rio mesmo! 🙂

    Não sou carioca, mas morei aí durante dois anos.
    O abandono que a cidade sofre é bem visível.
    Simplesmente levaram a capital federal pro interior sem levar em consideração o Rio de Janeiro.
    Imagine se hoje, da noite pro dia, Brasília deixar de ser a capital!

    De qualquer forma, vai ser muiiiiiita grana investida no Rio. E o Rio merece!
    Só espero que os frutos colhidos sejam o que esperamos. Espero que o Rio volte a ser a pérola que fora em tempos passados, e que volte a representar bem nosso país no exterior.

    A propósito, excelente texto!

    • Espero que bons frutos sejam colhidos graças a esses eventos. E torço para que o povo e governo se conscientizem que com educação, trabalho e força de vontade podemos ter um grande evento, melhorando o Rio e a vida do carioca. Levando o Brasil a ser mais conhecido e mais visitado.

      Obrigado, Alessandro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s