Notícias do dia


Lua

Hoje, quarta-feira 4 de novembro, o blog está repleto de notícias e o carioca poderá apreciar a Lua mais bonita do ano. Ontem ela também estava linda. Devido as chuvas das últimas semanas. A chuva limpou a atmosfera, e varreu literalmente a poeira em suspensão que tanto atrapalha a observação do céu nas cidades – o grau de visibilidade aumentou e a atmosfera está mais transparente, pois a poluição funciona como uma espécie de obstáculo.

E como a Lua ainda está cheia, o brilho é mais intenso. Para melhorar, a Lua está mais próxima da linha do horizonte. A partir desta quinta-feira a atmosfera deve começar a voltar a ficar mais suja. É um fenômeno mais meteorológico do que astronômico.

E falando em astronomia, um conjunto de galáxias situadas a quase 7 bilhões de anos-luz da Terra e consideradas “o esqueleto do Universo” foi descoberto por meio da combinação dos telescópios mais potentes do mundo, situados no Chile e no Japão – o Very Large Telescope (VLT) do Observatório Europeu Austral (ESO) e o Telescópio Subaru do Observatório Astronômico Nacional do Japão (Naoj). Segundo o ESO, esta é “a primeira observação de tão importante estrutura de galáxias no Universo distante, permitindo uma melhor compreensão da rede cósmica e de como se formou“.

Não sobre a Lua, mas sim, sobre o universo. De acordo com o observatório, trata-se de “filamentos com milhões de anos-luz de comprimento e constituem o esqueleto do Universo“.  “As galáxias se reúnem em torno dos filamentos e em suas intersecções se formam imensos acúmulos de galáxias… Os cientistas estão tentando determinar como se aglutinam“.

Materia Escura

As teorias cosmológicas mais aceitas afirmam que a matéria se aglutina, em maior escala, na chamada rede cósmica, na qual as galaxias aparecem em filamentos que se estendem entre vazios, criando uma estrutura gigantesca e dispersa“. Me lembra outro post que falei sobre a matéria escuraFuturo no Escuro.

E já estamos falando de espaço, que tal usar um elevador para chegar ao espaço? Esse é o objetivo do concurso Space Elevator Games que acontece nesta semana no deserto do Mojave e oferece um prêmio de 2 milhões de dólares.

Fundado por um programa da agência espacial para explorar tecnologias ousadas, o concurso é um passo a frente na ideia de construir um elevador espacial, o que só parecia possível em filmes de ficção científica.

A teoria dos elevadores espaciais foi desenvolvida na década de sessenta e posteriormente ficou amplamente conhecida por causa do livro “AS FONTES DO PARAÍSO“, de Arthur C. Clarke, publicado em 1978. Esses elevadores são uma tentativa de chegar ao espaço de forma mais simples e barata do que os foguetes atualmente disponíveis.

E para finalizar, outra teoria continua válida, a de que toda radiação eletromagnética viaja no vácuo à mesma velocidade continua válida, diz NASA – previsão de Albert Einstein. O estudo foi publicado na Nature.

Curvatura do espaço-tempo

Para Albert Einstein, o espaço e o tempo formam um sistema de coordenadas de quatro dimensões. Da mesma maneira que em um gráfico 3D é possível localizar um ponto a partir de três coordenada (x, y e z), os acontecimentos seriam localizados no espaço-tempo – porém com uma coordenada a mais justamente para definir o tempo de acontecimento. A gravidade seria a consequência dessa estrutura.

Há décadas cientistas vêm tentando criar uma nova teoria que supere esta e consiga dar conta das quatro forças fundamentais do universo. A que mais se aproximou foi um modelo da década de 1970 que conseguiu unificar eletromagnetismo, a força nuclear forte e a força nuclear fraca. No entanto, não foi possível colocar a quarta força, a gravidade, nela.

O problema com essa e outras teorias é que testá-las é bastante difícil. No entanto, os instrumentos a bordo do telescópio permitiram que um modelo fosse testado. Ele prevê que os raios gama com muita energia se movam mais devagar que os fótons com baixa energia. Isso iria contra a previsão de Einstein de que toda radiação eletromagnéticaondas de rádio, infravermelho, luz, raios-X e raios gama – viajam no vácuo à mesma velocidade.

Anúncios

2 Respostas para “Notícias do dia

  1. Excelente texto!

    Apesar de ainda ser de difícil aceitação do público, as quatro dimensões da Relatividade Geral podem ser visualizadas em uma situação corriqueira.

    Quando marcamos um encontro usamos as quatro dimensões.

    Dizemos as coordenadas x,y e z. Por exemplo, Rua do José 345. Em um mapa podemos facilmente encontrar esse endereço (x e y). O z entraria se o local fosse um edifício. 5º andar, por exemplo, ou mesmo térreo. Agora já temos x,y e z.

    E a quarta dimensão? Ela é o tempo.
    Poderíamos marcar ao meio dia.

    Agora sim, o encontro ficou marcado na posição x,y e z, e no tempo t.
    Com essas quatro dimensões, não tem erro! 😀

  2. Os raios gama se movem mais devagar pois sua estrutura atomica e mais composta ou seja pesada sei que se perguntam como pois tal energia não pode ser feita pelo homem seria necessario uma gigantesca força mas
    pensem na pressão composta por fusão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s