Próton


O Próton pode ser menor do que pensavam. Uma nova medição dos prótons, a mais precisa até hoje, sugere que a partícula subatômica pode ser menor do que se pensava. Não sendo um erro, o resultado pode representar uma física de partículas totalmente diferente.

Achei a notícia interessante pela diferença que para um leigo chega a ser ridícula, o próton é 0,00000000000003 milímetro menor do que, pelo menos em teoria, deveria ser. Pode parecer ínfimo,mas a teoria em questão está longe disso. E o resultado pode implicar que a eletrodinâmica quântica (EDQ ou QED, de Quantum electrodynamics) seria falha. Justo ela, que foi chamada de “joia da física” por um de seus fundadores, o célebre físico norte-americano Richard Feynman.

A eletrodinâmica quântica basicamente descreve como a luz e a matéria interagem e é a primeira teoria em que se chegou a um bom acordo entre a mecânica quântica e a relatividade especial – publicada por Albert Einstein em 1905. A eletrodinâmica quântica descreve matematicamente todos os fenômenos envolvendo partículas com carga elétrica que interagem por meio da troca de fótons e representa a contrapartida quântica da eletrodinâmica clássica, descrevendo a interação entre matéria e luz.

Os prótons são um dos constituintes essenciais de todos os núcleos atômicos e, portanto, da matéria. Junto com os nêutrons, formam o núcleo de todo átomo no Universo.

Como a maioria dos objetos quânticos, um próton é indistinto em suas margens. Seu tamanho é definido pela extensão de sua carga positiva, não por uma clara fronteira física. O raio dessa carga não pode ser medido diretamente, mas pode ser inferido a partir do átomo de hidrogênio, formado por um próton e um elétron.

Existe um jeito de tornar essa medição mais acurada ainda, e foi justamente esse método utilizado pelos cientístas. Basta trocar o elétron por um múon. Essa partícula, também carregada negativamente, é maior que o elétron de forma que sua camada de energia fica mais próxima e se sobrepõe ao raio do próton.

Encontrar uma diferença em uma das mais bem-sucedidas teorias produzidas pelo homem não estava nos planos dos físicos teóricos. Parece que os dados são conclusivos, mas vamos com iremos explicar essas novas dimensões. O próton encolheu, mas aumentaram exponencialmente as dúvidas.

Anúncios

Uma resposta para “Próton

  1. Física é foda. Quanto mais se pesquisa, mais se percebe que estamos afundados em modelos matemáticos teóricos, cheios de gambiarras, que conseguem prever interações físicas para 90% das ocorrências conhecidas, mas que ainda estão muito longe de representarem a realidade. Por isso que esse troço é apaixonante. Parabéns pelo post! Muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s