Grafeno


Os físicos, Andre Geim e Konstantin Novoselov, membros do grupo de pesquisa em Física da Universidade de Manchester, receberam o prêmio Nobel de Física de 2010 por experimentos inovadores com grafeno. Mas o que é esse tal de Grafeno?

Para quem não clicou no link acima, o Wikipédia diz o seguinte: “O grafeno é um material encontrado no grafite e em outros compostos de carbono. Bastante abundante e de estrutura significativamente estável e resistente, ele pode ser a chave para a produção de transístores de apenas 0.01 micron, indo além do limite teórico de 0.02 micron, onde os transístores possuiriam apenas dois ou três átomos de espessura e poucas dezenas de átomos de comprimento, aproximando-se dos limites físicos da matéria.

Em resumo, o grafeno é um novo material mais forte que diamante, condutor de calor e, misturado com plástico, superflexível. Mais forte porque? Segundo, pesquisadores da Universidade de Colúmbia, nos Estados Unidos, o grafeno – uma folha de carbono com apenas um átomo de espessura – é o material mais forte que o homem já conseguiu medir, cerca de 200 vezes mais forte do que o aço estrutural.

Descoberto em 2004, o grafeno é um exelente condutor de eletricidade e gera um nível praticamente desprezível de calor, além de não produzir ruídos evitando assim o uso de filtros como nos processadores atuais que limitam a velocidade de processamento.

Segundo os pesquisadores um processador feito de grafeno poderá atingir uma velocidade de 1THz, para se ter uma idéia os processadores atuais tem no máximo 5GHz de velocidade nos próximos 2 anos o grafeno começara a substituir o silício, material que é utilizado hoje na fabricação de processadores e outros circuitos eletronicos em geral.

Os menores transistores fabricados hoje utilizados nos processados i7 da intel por exemplo, tem cerca de 22 nanômetros. O transístor de grafeno mede dez átomos de carbono de comprimento. A espessura é a mesma do grafeno, ou seja, um único átomo. Um átomo de carbono mede 0,1 nanômetro, o que significa que o transístor de grafeno tem 1 nanômetro de comprimento.

Para ler o artigo que mereceu o prêmio Nobel clique em Electric Field Effect in Atomically Thin Carbon Films.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s