Meus Livros


Frodo lendo

Comprei o meu primeiro livro de auto-ajuda, pode parecer estranho, mas o livro possui um perfil científico. O autor é Richard Wiseman, professor e psicólogo britânico, tem uma excelente reputação internacional de investigador em áreas pouco habituais da psicologia, como o engano, a sorte, o humor e o paranormal.

Neste livro, Wiseman denuncia os mitos promovidos pela indústria da auto-ajuda e apresenta um plano de mudança inovador, que ajuda as pessoas a realizar em poucos minutos, e não em longos meses, os seus objectivos e ambições. O livro se chama, 59 SEGUNDOS.

Gostei muito do livro, é um olhar científico sobre a felicidade, mostrando estudos, descrevendo resultados de investigações de rápida mudança e propondo técnicas simples e subtis que podem ser adoptadas com eficácia no quotidiano.

Outro livro muito bom é BREVE HISTÓRIA DE QUASE TUDO, de Bill Bryson. Por que ele resolvou escrever sobre tudo? Basicamente desde sempre, Bryson escreveu sobre viagens. Os seus travelbooks são famosos, sobretudo no mundo anglo-saxónico, e a sua presente incursão no ramo da ciência terá surpreendido muita gente. Mas esse livro não deixa de ser uma viagem, uma viagem partindo da origem do universo, seguindo até os dias de hoje, tratando de assuntos relacionados à física, geologia, paleontologia e todas as outras disciplinas.

Uma Antítese do texto didático tradicional, sua prosa foge dos jargões técnicos sem nunca abrir mão da profundidade. A preocupação do autor está em entender como os cientistas realizam suas descobertas. Para compilar esta Breve história de quase tudo, Bryson consultou dezenas de obras e pesquisadores e montou o que pode ser considerado um delicioso guia de viagens pela ciência.

Na mesma linha do título anteior o livro de Ernst H. Gombrich, BREVE HISTÓRIA DO MUNDO. Um livro que conta a história da humanidade contada em trezentas páginas. Por mais audacioso que possa parecer, este foi o desafio que Gombrich fez a si mesmo – e conseguiu vencer brilhantemente. Gombrich é, também, o autor de um dos livros mais populares dentre os adotados pelas instituições de ensino de História da Arte, em vários países

O título é diferente do livro de Geoffrey Blainey e de outro livro de H. G. Wells, pelo artigo indefinido feminino, “UMA”. Esse dois com textos diferentes escreveram UMA BREVE HISTÓRIA DO MUNDO.

Mudando de assunto, mas ainda falando de livros, minha querida mulher me presentiou com uma bela obra. Ganhei no Natal, mas só comentei agora. GENGIS KHAN E FORMAÇÃO DO MUNDO MODERNO é um trabalho fascinante de revisão histórica que não só traça um retrato de um grande líder e seu legado, como nos desafia a reconciderar a formação do mundo moderno.

Escrito pelo do antropólogo norte-americano Jack Weatherford, descreve a história de um líder, o maior conquistador do mundo, deixando Alexandre, César e Napoleão para trás, bem atrás. Gengis Khan também promoveu a maior revolução cultural no mundo até então, ligando os povos conquistados e importando cientistas e e homens sábios para seu Império. Recomendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s