Viagem a 53° 27′ 43.08″S e 69° 18′ 33.06″W


Acabei de voltar de uma viagem sensacional do extremo Sul do nosso continente. Visitei a Patagônia, fui conhecer os glaciares do Chile e da Argentina, comer, beber e ver pinguins.

A região é muito bonita. Comecei pela patagônia argentina.  El Calafate, cidade que recebe o nome de uma planta característica da região e que segundo a lenda quem prova de seu fruto retorna a Patagônia. Gostaria muito de voltar, tudo é muito bonito e grandioso. Foi visitar o Glaciarium, um museu interessante e com uma linguagem visual muito boa que conta a história dos glaciares argentinos de formar muito legais.

Depois fomos conhecer o Perito Moreno, o glaciar mais visitado e mais interessante pela sua capacidade de transformação, pois ele termina próximo de uma margem de terra e de tempos em tempos a geleira se junta a essa margem. Quando a geleira recua forma uma arco muito bonito que por fim desaba criando um espetáculo fabuloso. Cada passeio dura um dia inteiro, ainda passeei de barco e fiz um mini treking sobre o glaciar.

No dia seguinte fui até a Estância Cristina que possui uma história singular. Para chegar lá pegamos um barco que nos levou para perto de outro glaciar chamado Upsala. Em seguinda, fiz um passeio off road até um ponto onde era possível avistar o glaciar Upsala em toda sua extensão.

O Hotel em que eu e minha mulher ficamos é outro ponto alto da região, basta ver o visual do meu quarto. O nome era Design Suites Calafate.

Em El Calafate pegamos um “busão” para o Chile, seguimos para Puerto Natales. Cidadezinha colorida, junto ao canal Última Esperanza. Ficamos no Indigo Patagonia, um hotel com um spa maravilho e uma vista linda para o canal e a montanha Balmaceda. Agora, o restaurante do hotel é um elogio a parte, chama-se Mamá Rosá. Simplesmente sensacional, a cozinha é muito boa mesmo.

Um transfer nos buscou para nos levar a até o hotel Patagonia Camp. Ficamos bem próximos do parque nacional de Torres del Paine. O hotel oferece várias excursões para o parque, fizemos duas delas. Foram passeios muito bem organizados e por lugares muito bonitos. O parque é lindo, cheio de vida, belas vistas e paisagens sensacionais. Passeamos pela praia do glaciar Grey, vimos lindos lagos com o Sarmento e o Pohoé.

Por fim, chegamos em Punta Arenas. Outra cidade com ótimas opções de restaurantes, o melhor, para mim, foi o La Marmita, com excelente opções no menu. A história da cidade é muito interessante e ao mesmo tempo triste pelo extermínio dos indígenas da região.

Pegamos um ferry boat para atravessar o estreito de Magalhães em direção a Terra do FogoPorvenir. Chegando lá, seguimos até a baía Inútil, onde encontramos os pinguins. E assim chegamos o extremo sul do continente, mais precisamente, a latitude 53° 27′ 43.08″S, e longitude 69° 18′ 33.06″W.

Os pinguins eram da espécie Pinguim-Rei, e  encontramos cerca de 23 pinguins agrupados próximo ao rio, perto da praia. E a baía é chamada de inútil porque não possui calado para navegação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s