Meus Livros

Frodo lendo

Simplesmente sensacional, sou fã de “As Crônicas de Gelo e Fogo“, escrita pelo romancista e roteirista norte-americano George R. R. Martin. E eu também nunca pensei como um adulto iria querer de ter um “pop-up livro“, mas este “Game of Thrones: A Pop-Up Guide to Westeros (Hardcover) Book” leva os pop-ups para um nível totalmente novo. Sério, assista ao vídeo, é alucinante …

book_GoTInspirado na abertura da série de sucesso da HBO, premiada com o Emmy, Game of Thrones: A Pop-Up Guide to Westeros (Hardcover) Book é garantia para emocionar legiões de fãs da série.

Com impressionantes recriações de pop-up de vários locais-chave da série, incluindo o formidável castelo de Winterfell, a pródiga capital Porto Real, e a gritante majestade da muralha, este livro – concebido pelo renomado “engenheiro de papel” Matthew Reinhart – o leva para o mundo da série como nunca antes.

Game of Thrones: A Pop-Up Guide to Westeros (Hardcover) Book com um total de cinco partes deslumbrantes, que se dobram para fora para criar um notável mapa pop-up de Westeros que é perfeito para a exibição. O livro também contém numerosos mini-pops que trazem à vida elementos icônicos da série, tais como lobos gigantes, Caminhantes Brancos, gigantes e dragões. Todos os pops são acompanhadas de um texto perspicaz que transmite a rica história dos Sete Reinos e além, formando um guia de referência dinâmica para o mundo de Guerra dos Tronos. Visualmente espetacular e extremamente interativo, Game of Thrones: A Pop-Up Guide to Westeros (Hardcover) Book estabelece um novo padrão para livros pop-up e capta perfeitamente o escopo épico e a imaginação da série.” Tradução livre da descrição do livro.

book_GoT_1

book_GoT_2

Anúncios

Curiosidade sobre tudo

Eu sempre tive curiosidade sobre tudo. Por que que céu é azul? Se a água é incolor porque o mar é azul? Como evoluiu a linguagem? Como surgiu o Universo? E muitas outras dúvidas. Com o tempo as perguntas vão sendo respondidas e novas vão surgindo.

As respostas, às vezes, talvez muitas vezes, ou quem sabe sempre geram mais e mais perguntas. E essa experiencia é muito gratificante. E uma pergunta que eu ainda não tenho resposta e nunca terei: É possível saber tudo? Essa pergunta gera uma infinidade de questões. E a infinidade pode querer dizer que é impossível saber tudo. Mas se nem o universo é infinito. Fica a dúvida, mas a resposta pode ser dada pelos teoremas da incompletude de Gödel:

Teorema 1:Qualquer teoria axiomática recursivamente enumerável e capaz de expressar algumas verdades básicas de aritmética não pode ser, ao mesmo tempo, completa e consistente. Ou seja, sempre há em uma teoria consistente proposições verdadeiras que não podem ser demonstradas nem negadas.
Teorema 2:Uma teoria, recursivamente enumerável e capaz de expressar verdades básicas da aritmética e alguns enunciados da teoria da prova, pode provar sua própria consistência se, e somente se, for inconsistente.

Tudo bem, os teoremas estão falando de Matemática, mas é possível aplicá-lo em outras áreas? Não sei, mas se for possível, a resposta para a minha pergunta sobre saber tudo é não. Não é possível saber tudo, pelo menos aqui, neste universo. Quem sabe pensando fora da caixa? Sempre mais perguntas.

Não tenho resposta para tudo, mas encontrei um vlob – que pertence ao Denis Lee – muito interessante e que responde um monte de dúvidas de uma forma interessante e objetiva (pelo menos mais objetiva que eu). E se ainda continuar curioso tem esse site, Site de Curiosidade, que responde outras questões.

O trabalho do Denis é didático e bem feito, vale a pena conferir. Ele responde a várias questões sobre vários assuntos. Escolhi um video do vlog para colocar aqui, no caso, falando sobre Nicolas Telsa, um grande inventor nos campos da engenharia mecânica e electrotécnica. Falei dele aqui no meu blog também, em Tesla.

Viagem a 53° 27′ 43.08″S e 69° 18′ 33.06″W

Acabei de voltar de uma viagem sensacional do extremo Sul do nosso continente. Visitei a Patagônia, fui conhecer os glaciares do Chile e da Argentina, comer, beber e ver pinguins.

A região é muito bonita. Comecei pela patagônia argentina.  El Calafate, cidade que recebe o nome de uma planta característica da região e que segundo a lenda quem prova de seu fruto retorna a Patagônia. Gostaria muito de voltar, tudo é muito bonito e grandioso. Foi visitar o Glaciarium, um museu interessante e com uma linguagem visual muito boa que conta a história dos glaciares argentinos de formar muito legais.

Depois fomos conhecer o Perito Moreno, o glaciar mais visitado e mais interessante pela sua capacidade de transformação, pois ele termina próximo de uma margem de terra e de tempos em tempos a geleira se junta a essa margem. Quando a geleira recua forma uma arco muito bonito que por fim desaba criando um espetáculo fabuloso. Cada passeio dura um dia inteiro, ainda passeei de barco e fiz um mini treking sobre o glaciar.

No dia seguinte fui até a Estância Cristina que possui uma história singular. Para chegar lá pegamos um barco que nos levou para perto de outro glaciar chamado Upsala. Em seguinda, fiz um passeio off road até um ponto onde era possível avistar o glaciar Upsala em toda sua extensão.

O Hotel em que eu e minha mulher ficamos é outro ponto alto da região, basta ver o visual do meu quarto. O nome era Design Suites Calafate.

Em El Calafate pegamos um “busão” para o Chile, seguimos para Puerto Natales. Cidadezinha colorida, junto ao canal Última Esperanza. Ficamos no Indigo Patagonia, um hotel com um spa maravilho e uma vista linda para o canal e a montanha Balmaceda. Agora, o restaurante do hotel é um elogio a parte, chama-se Mamá Rosá. Simplesmente sensacional, a cozinha é muito boa mesmo.

Um transfer nos buscou para nos levar a até o hotel Patagonia Camp. Ficamos bem próximos do parque nacional de Torres del Paine. O hotel oferece várias excursões para o parque, fizemos duas delas. Foram passeios muito bem organizados e por lugares muito bonitos. O parque é lindo, cheio de vida, belas vistas e paisagens sensacionais. Passeamos pela praia do glaciar Grey, vimos lindos lagos com o Sarmento e o Pohoé.

Por fim, chegamos em Punta Arenas. Outra cidade com ótimas opções de restaurantes, o melhor, para mim, foi o La Marmita, com excelente opções no menu. A história da cidade é muito interessante e ao mesmo tempo triste pelo extermínio dos indígenas da região.

Pegamos um ferry boat para atravessar o estreito de Magalhães em direção a Terra do FogoPorvenir. Chegando lá, seguimos até a baía Inútil, onde encontramos os pinguins. E assim chegamos o extremo sul do continente, mais precisamente, a latitude 53° 27′ 43.08″S, e longitude 69° 18′ 33.06″W.

Os pinguins eram da espécie Pinguim-Rei, e  encontramos cerca de 23 pinguins agrupados próximo ao rio, perto da praia. E a baía é chamada de inútil porque não possui calado para navegação.

Machinarium

Machinarium é um jogo sensacional que ganhou vários prêmios como de melhor jogo e melhor Arte Visual em vários sites especializados.

O jogo tem estilo quebra-cabeça mesclado com ação em que você deverá guiar Josef, um robozinho cheio habilidades, para reencontrar sua namorada, mas para atingir seu objetivo deverá enfrentar vários desafios. O jogo me lembrou um a clássico chamado Abe’s Oddysee, lançado para PC e Playstation em 1997. Machinarium impressiona pelo visual muito bonito e charadas inteligentes. No entanto, o jogo só roda em dispositivos Android com uma resolução HD (720p) para cima!

Confira o video de apresentação, vale muito a pena.

Star Wars Day

Hoje é Star Wars Day, os fãs da série de George Lucas, Guerra nas Estrelas decidiram se apoderar do dia 04 de maio e comemoram em todo o mundo conforme a tradição da Mos Eisley Cantina.

O dia 4 de maio virou o Star Wars Day pela pronúncia da data ser muito similar à clássica frase “May the Force be with you” (tradução para o português, “Que a força esteja com você”).