Tirando Onda

Tirando fotos de onda é o que o surfista e fotógrafo, Clark Little, anda fazendo a cerda de cinco anos. Suas imagens foram premiadas e estão em exibição no Museu Nacional de História Natural Smithsonian, em Washington, até 25 de setembro.

Especializado em registrar ondas a partir de ângulos incomuns, Little recebeu dois prêmios na última edição da Competição Internacional de Fotografia Windland Smith Rice.

As fotografias são realmente maravilhosas.

Fonte> BBC Brasil

Surf

O surf e sua história: quando teve origem não se sabe exatamente, sabe-se porém que esta prática de deslizar sobre as ondas há muito já era praticada pelos povos polinésios.O primeiro relato concreto da existência do esporte foi feito pelo navegador James Cook, em 1778, que descobriu o arquipélago do Havaí e viu os primeiros surfistas em ação.

As pranchas eram fabricadas pelos próprios usuários que utilizavam-se inicialmente pranchas de madeira confeccionadas para deslizar nas ondas do mar. Acreditava-se que ao fabricar sua própria prancha se transmitia todas as energias positivas nela e ao praticar o surf se libertava das energias negativas.

onda_002

Porem os primeiros praticantes desse esporte acreditavam que sua pratica seria na verdade um culto ao espírito do mar em sua cultura original. Cook, considerou o surf uma atividade relaxante, mas diversos missionários protestantes que habitavam o local não tiveram a mesma opinião e durante todo o século XVIII desestimularam a prática do esporte.

Fiz essa introdução porque agora chegou a minha vez, comecei a surfar neste sábado, aloha! Eu e minha mulher, é bem legal, mas não é nada fácil. Estou fazendo as aulas na Escola Pedro Muller, fica entre os postos 5 e 6 na praia da Barra da Tijuca, próximo ao Beton.

Hoje, o mar estava calmo, perfeito para aprender a surfar. Peguei as dicas de como ficar na prancha, como devo levantar e me posicionar. Tudo isso na areia.

Depois entramos no mar, pegamos nossas pranchas, long board ou pranchão que tem mais estabilidade. A àgua estava com uma temperatura agradável, poucas ondas, o que facilitava a chegada para depois da arrebentação.

A aula foi muito legal, sem caldo e ainda consegui ficar de pé na prancha, claro que levei alguns tombos, mas foi tudo muito tranquilo e legal. Minha mulher também adorou, fez tudo direitinho, mas disse que só de ficar deitada na prancha depois da arrebentação já era tudo de bom.

Encontrei o site Rico Surf que possui várias informações, notícias, entrevistas e dica sobre surf. Fala sobre as ondulações, tamanho, ventos e ainda tem videos das principais praias do Brasil.

Em breve estarei surfando ondas como esta do video, Jaws.

Minhas músicas

Red Hot Chili Peppers, eu estou ouvindo as música dessa banda, então, resolvi escrever sobre ela. Um pouco de música para o blog, música é sempre bom.

Formada em 1983, na Califórnia, a banda é composta, atualmente, por quatro membros, o vocalista Anthony Kiedis, o guitarrista John Frusciante, o baixista Michael “Flea” Balzary e o baterista Chad Smith. Apenas o vocalista e o baixista estão na banda desde o início. A banda tem um estilo eclético e variado, conseguindo juntar elementos do tradicional alternativo e funk com vários elementos de heavy metal, punk rock e rock psicodélico.

Red_Hot_Chili_Peppers

Tudo começa com um baixo alucinante e um refrão marcante, “Give it away give it away give it away now“. Give it away, quem ouve sabe que estamos falando, sem dúvida, de Red Hot Chili Peppers.

Greedy little people in a sea of distress
Keep your more to receive your less
Unimpressed by material excess
Love is free love me say hell yes

Give it away – Red Hot Chili Peppers

Higher Ground, para mim, algo como atingir o topo. A música pede a todos a continuar fazendo o que fazem. Acho um incentivo a atingir o melhor no que faz.

I’m so glad that I know more than I knew then
Gonna keep on tryin’ till I reach the highest ground.

Higher Ground – Red Hot Chili Peppers

A banda tem músicas muito legais como By The Way, Scar tissue, Under The Bridge, Otherside, Soul to squeeze e muitas outras. Mas uma viagem alucinante, uma música alucinante é Road Trippin’. Som, violão, uma bela canção. “Just a mirror for the sun“.

So much as come before those battles lost and won
This life is shining more forever in the sun
Now let us check our heads and let us check the surf
Staying high and dry’s more trouble than it’s worth in the sun

Just a mirror for the sun
Just a mirror for the sun
These Smiling eyes are just a mirror for…

Road Trippin’ – Red Hot Chili Peppers

 

E a na música Parallel Universe, Red Hot Chili Peppers junta a ciência a música trazendo o universo paralelo, ou o multiverso as ondas do mar, a onda também é ciência.

Deep inside of a parallel universe
It’s getting harder and harder
To tell what came first

Under water where thoughts can breathe Easily
Far away you were made in a sea
Just like me

Parallel Universe – Red Hot Chili Peppers

onda_002

A onda

onda_002

a onda anda
aonde anda
a onda?
a onda ainda
ainda onda
ainda anda
aonde?
aonde?
a onda a onda

A onda de Manuel Bandeira.

onda_001

Nessa poesia, Manuel Bandeira quer imitar o movimento da onda, usando palavras muito parecidas entre si, usando paranomásias. A onda, a busca de todo surfista. E apesar de não conseguir ficar em pé na prancha adoro onda e gostei da poesia por sintetizar muito bem isso. E eu usei A onda para poder colocar algums fotos de ondas aqui, no blog. Acho as ondas muito lindas.

Manuel Bandeira próprio afirmou: “… a poesia está em tudo – tanto nos amores quanto nos chinelos, tanto nas coisas lógicas como nas disparatadas“. Concordo com ele, mas infelizmente sou analfabeto para isso, mais ou menos como ver um livro, um jornal ou um letreio e não conseguir nem saber o que é cada letra e mesmo assim achar bonito. Mais ou menos como a Matemática que também está em tudo, mas compreendê-la não é tão simples assim. Por isso eu acho a Poesia mais difícil que a Física Quântica.

Por falar em Física, não a quântica, mas a clássica. Uma onda é uma perturbação oscilante de alguma grandeza física no espaço e periódica no tempo. O comprimento de onda é a oscilação e a freqüência da onda é periodicidade no tempo. Estas duas grandezas estão relacionadas pela velocidade de propagação da onda. Uma onda, também é classificado como um pulso energético que se propaga através do espaço ou através de um meio (líquido, sólido ou gasoso).

As ondas podem ser classificadas como um movimento harmônico simples. Do ponto de vista físico, tudo é bem interessante e cativante, esse movimento é caticante. Mas as ondas do mar são as mais cativantes. Principalmente quando elas – provocadas pelos ventos que criam forças de pressão e fricção que perturbam o equilíbrio da superfície dos oceanos – ao entrar em contato com o fundo do mar se precipitam (quebram) na forma de ondas. Voltamos a poesia, a poesia que é ser uma onda.

onda_004

onda_005